Células-tronco têm resultados positivos contra a esclerose múltipla

 Em Destaques na Saúde

Segundo estudo publicado no jornal científico The Lancet, uma nova terapia a base de células-tronco desenvolvida por médicos canadenses pode significar uma esperança de cura para a esclerose múltipla. O tratamento consiste na destruição completa do sistema imunológico afetado, para então reconstruí-lo por meio da transfusão de células-tronco da medula óssea.

Os resultados da pesquisa são otimistas, já que o tratamento interrompeu a progressão ou regrediu a doença em 70% dos pacientes testados. Após a terapia, alguns deles ainda voltaram a andar e trabalhar.

Para um dos autores da pesquisa e professor da Universidade de Ottawa, Harold Atkins, o estudo “é o primeiro a mostrar a supressão completa, em longo prazo, de toda a atividade inflamatória em pessoas com esclerose múltipla”. Já o jornal britânico The Telegraph ressaltou que os resultados do tratamento foram considerados “emocionantes” e “sem precedentes”.

Ler reportagem completa

Fonte:SIS Saúde

Crédito de imagem:Banco de imagens Pixabay

VAMOS CONVERSAR?