Sensor criado por brasileiros detecta câncer de mama

 Em Destaques na Saúde

Pesquisadores da Universidade de Campinas (Unicamp) desenvolveram um equipamento que pode detectar a formação do câncer de mama seis meses antes do nódulo aparecer. O dispositivo, que tem o tamanho de uma moeda, possui 64 sensores e quando recebe sangue, transforma uma reação química em corrente elétrica e a partir de gráficos, mostra a concentração de uma proteína que se multiplica quando a doença aparece: a HER2.

De acordo com a pesquisadora Cecília de Carvalho e Silva, meses antes de se desenvolver o câncer de mama, a proteína HER2 começa a ser liberada no sangue. Baseada nessa informação, os pesquisadores criaram um dispositivo capaz de detectar concentrações baixas dessa proteína.

Foram quatro anos de pesquisa do departamento de química da Unicamp em parceria com a equipe de engenharia elétrica. O dispositivo pode diagnosticar e salvar muitas mulheres – no Brasil surge um caso a cada 9 minutos e metade dos diagnósticos acontecem em estágio avançado.

Fonte:CONTER – Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia

Crédito de imagem:CONTER – Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia

VAMOS CONVERSAR?

Artigos Recentes