COMO ESCOLHER O SEU PARCEIRO DE TELERRADIOLOGIA?

Não deixe de conversar com um cliente e perguntar como funciona o serviço, qual o nível de satisfação, se os laudos atrasam, etc.

O que você deve levar em consideração na hora de escolher um parceiro de telerradiologia.

Cada vez mais utilizada em todo o mundo, a telerradiologia provou ser uma valiosa ferramenta para serviços de imagens.

Alguns dos principais benefícios trazidos pela telerradiologia, são: a redução do tempo de entrega dos laudos, a flexibilização do horário de trabalho dos radiologistas, a eliminação da sobrecarga de trabalho na equipe de médicos, a cobertura da demanda dos exames excedentes, a elaboração de laudos de especialistas e a redução da dificuldade de gestão de pessoal.

Logo, a telerradiologia é uma solução que pode ser utilizada tanto para complementar a equipe de radiologistas locais quanto para permitir que novos investimentos em equipamentos sejam feitos com a tranquilidade de que o laudo será sempre elaborado e chegará no prazo combinado com os pacientes e médicos solicitantes.

telelaudo-pro-laudo-entenda-a-telerradiologia-gifAdicionalmente, é importante que alguns pontos sejam levados em consideração na escolha do parceiro de telerradiologia que elaborará os laudos para seu serviço:

1. Entender os requisitos técnicos para a utilização da telerradiologia e exigir segurança na transmissão das imagens e dos dados dos seus pacientes

O processo de uso da telerradiologia envolve a transferência de arquivos das imagens dos exames da clínica ou do hospital para os radiologistas que trabalham a distância. Depois da elaboração do laudo, esse documento deve fazer o caminho inverso, desde o radiologista até o serviço de imagem que originou o exame.

Normalmente, esse tipo de processo é denominado de fluxo de trabalho (ou workflow, em inglês). Na medida em que o volume de exames aumenta, esse fluxo de trabalho torna-se também mais complexo, pois envolve diferentes clínicas e hospitais, com diferentes tecnologias, equipamentos de radiologia, qualidades de imagens, modalidades de exames, tipos de necessidades, etc.

Logo, fazer bem telerradiologia, especialmente quando o volume atinge dezenas de milhares de exames por mês, é um trabalho delicado e de dedicação intensiva. Procure saber se o seu futuro parceiro tem infraestrutura para dar conta de volumes elevados de exames. Se ele não tiver, procure uma solução profissional de telerradiologia, pois só assim você garante o bom atendimento ao seu paciente.

Além disso, não se pode fazer telerradiologia sem segurança. As imagens dos exames e o laudo são informações privadas do paciente e, como tais, devem ser protegidas ao trafegarem pela internet. Novamente, seu futuro parceiro de telerradiologia deve possuir conhecimento técnico e sistemas adequados para transmissão e armazenamento dos dados de forma segura. A Telelaudo obedece aos mais altos padrões de segurança, em conformidade com a resolução 2.107/2014 do Conselho Federal de Medicina (CFM).

VAMOS CONVERSAR?

2. Determinar e atender às suas necessidades em relação ao conteúdo, formato e tempo de entrega dos laudos

Seu futuro parceiro de telerradiologia deve estar disponível para compreender e atender às necessidades específicas do seu serviço de imagem, tais como formato dos laudos, conteúdos específicos que você precisa acrescentar para uniformizar os laudos elaborados a distância com os que são elaborados pela sua equipe local, horário do funcionamento e, por último, mas não menos importante, tempo de entrega dos laudos.

Um serviço profissional de telerradiologia deve adaptar-se às necessidades do cliente e não o contrário.

3. Conhecer a qualificação e a capacidade técnica dos radiologistas

Um serviço profissional de telerradiologia deve contar com uma equipe de profissionais com a mais alta qualificação possível. Não usar residentes na elaboração dos laudos também é um indicativo de qualificação da equipe, respeito pelo cliente e atenção com a saúde do paciente.

Por outro lado, o cliente deverá medir se a rede de radiologistas à disposição está dimensionada de forma suficiente para atender a volumes elevados de laudos, do contrário, a qualidade do serviço deteriora. O principal sintoma dessa deterioração é o atraso na entrega dos laudos.

Conheça a equipe de radiologistas da Telelaudo.

4. Entender a disponibilidade do sistema operacional, o suporte e o atendimento oferecidos

Um serviço profissional de telerradiologia deve estar sempre disponível. O sistema operacional, portanto, não pode parar de funcionar, exceto por curtos períodos no ano, previamente comunicados, para que sejam feitas manutenções de rotina.

Além da disponibilidade, o sistema operacional deve ser simples de usar e, preferencialmente, não deve alterar o funcionamento dos demais sistemas e processos que você já utiliza.

Um bom parceiro de telerradiologia deve, ainda, contar com um suporte que funcione 24 horas por dia, que seja fácil de contatar e que, genuinamente, se preocupe em resolver as dificuldades pelas quais o cliente está passando.

5. Procure sempre referências de clientes

A melhor forma de verificar se uma empresa de telerradiologia atende aos requisitos acima é conversando com os clientes dela. Portanto, não deixe de ligar e perguntar como funciona o serviço, qual o nível de satisfação do cliente, se ele atrasa ou não para entregar os laudos, etc.

A Telelaudo disponibiliza referências de seus clientes para que você possa conversar e ouvir a experiência de quem já usa nossos serviços. Conheça os depoimentos de alguns dos nossos clientes.

Telelaudo. Sua Equipe Sempre Completa.

Vamos iniciar uma conversa sobre como podemos ser seu parceiro e cuidar dos laudos de tomografia do seu serviço de imagem? Basta preencher o formulário acima. Obrigado.

SEUS LAUDOS ATRASAM?

Coloque em dia os laudos
atrasados.

SUA EQUIPE ESTÁ INCOMPLETA?

Complete a sua equipe de radiologistas
em qualquer modalidade.

QUER INVESTIR PARA CRESCER?

Amplie o atendimento e conquiste novos convênios.