Bactérias que vivem na Antártida podem ser aliadas contra câncer

 Em Destaques na Saúde

Um pesquisador brasileiro desenvolveu um estudo para analisar as bactérias que vivem na gramínea Deschampsi – que só existe na Antártida.

Segundo o estudo, há bactérias que produzem compostos capazes de inibir um tipo de câncer que ocorre no cérebro e na medula espinhal, o glioma. Elas também podem ajudar na luta contra tumores na mama e no pulmão.

A pesquisa ainda está em fase inicial e deve, agora, ser testada em animais.

Leia o artigo completo

Fonte: BBC

Fonte de imagem: Deposit Photos

VAMOS CONVERSAR?

[getparam utm_campaign]


×