Estudo analisa se pacientes com fibrose cística podem tratar depressão com terapia a distância

 Em Destaques na Saúde

Nos EUA, pesquisadores estão estudando se a terapia de conversação, fornecida por telemedicina, pode aliviar a ansiedade e a depressão em pessoas que vivem com fibrose cística e, assim, melhorar o gerenciamento de cuidados e os resultados clínicos.

O projeto está sendo liderado por C. Virginia O’Hayer, PhD, professora clínica associada de psiquiatria na Faculdade de Medicina da Universidade Drexel, na Filadélfia, EUA. O estudo segue um piloto de três anos e será conduzido por O’Hayer. Nos primeiros resultados, foi percebido que a telessaúde reduziu a ansiedade e a depressão e ajudou alguns pacientes com fibrose cística a melhorar a função pulmonar.

As pessoas que vivem com fibrose cística, que chegam a cerca de 300.000 nos EUA, têm duas a três vezes mais chances de lidar com problemas de saúde mental devido à gravidade de sua condição. A expectativa de vida de quem convive com a doença é, em média, 44 anos. 

Leia o artigo completo 

Fonte: MHealthIntelligence

Fonte de imagem: Deposit Photo
Categoria do post: Telesaúde

VAMOS CONVERSAR?

×