Inteligência Artificial ajuda a detectar câncer de pulmão de forma mais rápida

 Em Destaques na Saúde

O acesso limitado a exames e falhas no diagnóstico dificultam a identificação precoce do câncer de pulmão — o segundo mais comum no Brasil, atrás somente do câncer de pele não melanoma. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), apenas 16% dos casos são descobertos em estágio inicial. Dessa forma, o tratamento para a doença acaba comprometido.

Em busca de uma solução para o problema, cientistas da Feinberg School of Medicine, na NorthWestern University, nos Estados Unidos, desenvolveram um sistema de inteligência artificial capaz de detectar minúsculos nódulos pulmonares malignos em exames de tomografia computadorizada. Em testes, a solução superou a avaliação de radiologistas na análise das imagens.

Leia o artigo completo

Fonte: Correio Braziliense

Fonte de imagem: Deposit Photos

VAMOS CONVERSAR?