Vírus HIV pode ser antídoto universal contra picada de cobras

 Em Destaques na Saúde

Cientistas do Reino Unido, Índia, Quênia, Nigéria e Estados Unidos estão estudando o vírus do HIV para desenvolver um antídoto universal contra venenos de cobras. A ideia é utilizar a metodologia de localização das várias cepas de anticorpos anti-HIV e aplicá-la às picadas de serpentes.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o veneno de serpentes mata 138 mil pessoas todos os anos e desabilita permanentemente outros 400 mil indivíduos. As vítimas, sem sua maioria, vivem nas regiões mais pobres da África e da Índia, onde o acesso a antídotos é escasso.

Leia o artigo completo

Fonte: Galileu  

Fonte de imagem: Deposit Photo

VAMOS CONVERSAR?