Telemedicina reduz em 55% o número de internações de pacientes com insuficiência cardíaca

 Em Telemedicina

Estudo apresentado no Congresso Europeu de Cardiologia, em Barcelona, aponta mais um dado positivo na utilização da tecnologia na medicina. Recursos da telemedicina podem reduzir em 55% o número de internamentos de pacientes em tratamento de insuficiência cardíaca.

Segundo a pesquisa, os pacientes tratados a distância tiveram custos diretos com o tratamento reduzidos drasticamente. As consultas médicas foram realizadas por videoconferência em conjunto com procedimentos de monitoramento a distância.

 

Leia o artigo completo

Fonte: Diário de Notícias

Crédito da imagem: Ventrix

VAMOS CONVERSAR?

[getparam utm_campaign]


×