Em Portugal, telemedicina otimiza recursos prisionais

 Em Telemedicina

Em Portugal, mais de 3.300 pessoas em regime fechado poderão ter acesso a consultas médicas de forma mais eficiente e barata, por meio da telemedicina.

Hoje em dia, a espera por uma consulta pode durar até um ano. O deslocamento e os cuidados paliativos com os presidiários fazem com que os custos sejam elevados. Por meio da telessaúde, eles poderão ser atendidos rapidamente e com um diagnóstico muito mais completo.

Leia o artigo completo

Fonte: RTP Notícias

Crédito da imagem: Deposit Photos

VAMOS CONVERSAR?

[getparam utm_campaign]


×