“Neurofeedback” reprograma cérebro para enfrentar doenças

 Em Destaques na Saúde

Um treinamento relativamente simples – com duração de apenas uma hora – é capaz de mudar determinados padrões de comportamento cerebral e condicionar o cérebro para enfrentar doenças de caráter neurológico ou mental. O estudo foi produzido por neurocientistas brasileiros da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Instituto D’OR de Ensino e Pesquisa, publicado na revista científica Neuroimage.

A ferramenta do “neurofeedback” transforma a atividade neural captada pelo equipamento de ressonância magnética e transforma em imagens. Na tela, os pesquisadores acompanham a movimentação, representada como uma espécie de termômetro, em tempo real.

Conforme o treinamento avança, os neurocientistas podem observar a neuroplasticidade de cada indivíduo em teste – quem recebeu o treinamento real aumentou sua conectividade funcional, avanço não identificado no grupo que recebeu treinamento simulado.

Leia o artigo completo 

 

Fonte: EXAME
Fonte de imagem: Deposit Photo

VAMOS CONVERSAR?