Modernize seus serviços de radiologia com essas 7 dicas

 Em Gestão

Clínica moderna depende de investimento em infraestrutura, processos e equipes

Ter uma clínica moderna é o objetivo de todo o gestor, visto que a inovação é uma aliada para garantia da qualidade e eficiência dos serviços de saúde.

O setor de radiologia apresenta novidades que fazem com que ele possa entregar resultados mais satisfatórios aos pacientes, com otimização dos recursos e tempo empregados em cada atendimento.

Saiba mais como é possível ter uma clínica moderna com a oferta de serviços de radiologia atualizados e utilizando novas tecnologias disponíveis no mercado.

Como ter uma clínica moderna em 7 passos

Com inovações tecnologias sendo disponibilizadas com frequência, os gestores de clínicas e hospitais devem ficar atentos às oportunidades de atualização dos equipamentos e processos em prol da economia e eficiência.

Identificar quais os investimentos mais acertados é essencial para conseguir melhores resultados no médio e longo prazo. Saiba mais a seguir.

1. Equipamentos digitais

Uma demanda urgente para uma clínica moderna é utilizar equipamentos digitais para realização dos exames, que são opções de maior qualidade em relação aos equipamentos analógicos.

Com a radiologia digital a incidência de radiação no paciente é menor, a imagem não precisa ser estampada em chapa e fica disponível imediatamente no computador.

Além disso, o equipamento em si facilita a captação de imagens, evitando que o paciente precise ficar em posições complicadas para realização do exame.

Outro diferencial é que as imagens podem ser tratadas digitalmente, como aumentando o contraste para que haja uma melhor visualização.

2. Sistemas específicos

Uma clínica moderna deve contar com a atualização dos sistemas usados visando automação de processos e facilitação na gestão.

Nesse sentido é possível adotar o HIS – Sistema de Informações Hospitalares – ou o RIS – Sistema de Informação de Radiologia, específico para o serviço de radiologia.

Esse tipo de sistema permite uma gestão centralizada e completa em um único local, viabilizando a automação do fluxo de trabalho com funcionalidades que incluem desde o agendamento dos procedimentos até a emissão do laudo.

Com esse tipo de tecnologia pode-se tornar os processos mais ágeis, reduzir os erros operacionais e diminuir casos de refação de tarefas ou exames.

Outra vantagem é que o sistema pode ser integrado com outros, garantindo que o setor de radiologia funcione seguindo os mesmos padrões dos demais departamentos.

3. Prontuário eletrônico

O prontuário eletrônico consiste na digitalização da documentação relacionada ao atendimento médico, desde fichas cadastrais até mesmo solicitação dos exames e laudos emitidos.

Com esse tipo de solução, a clínica moderna consegue controlar e padronizar os processos e informações, além de facilitar o acesso e manuseio dos dados dos pacientes relevantes em cada etapa do atendimento.

Destaca-se que a adoção da solução não compromete a segurança ou qualidade dos processos.

4. Treinamento da equipe

Não adianta realizar uma modernização em termos de equipamentos e infraestrutura se a equipe médica e de atendimento não seguir esses padrões e saber manusear os recursos e aplicações disponíveis.

Nesse sentido, para incorporar novos equipamentos e sistemas a equipe deve ser qualificada para tal, sabendo utilizar corretamente os recursos para garantir um atendimento moderno, mas também de excelência.

Exames de radiologia para clínicas

5. Humanização do atendimento

A modernização da clínica não está relacionada apenas à infraestrutura, de forma que incorporar processos humanizados também tem relação com a prestação de um atendimento médico mais alinhado ao que os pacientes esperam atualmente.

Se os processos não refletirem a preocupação da gestão com a humanização do atendimento, dificilmente essa característica estará presente na prática cotidiana do local.

6. Análise de dados de atendimento

Com a maior digitalização dos processos hospitalares no setor de radiologia, os gestores dessa área passam a ter acesso a uma série de relatórios sobre a operação do departamento que podem influenciar na atualização dos processos e economia.

Com os sistemas de gestão, relatórios podem revelar tempo de espera, insumos por atendimento, tempo de permanência do paciente, produtividade dos colaboradores entre outros dados.

Essas informações viabilizam uma gestão mais atenta aos desperdícios e produtividade além de garantir uma tomada de decisão mais acertada.

7. Telerradiologia

A telerradiologia é um serviço pelo qual o setor de radiologia de clínicas e hospitais pode contar com uma equipe externa de radiologistas para auxiliar no atendimento à demanda, principalmente em finais de semana, plantões, feriados etc.

Dessa forma, exames radiológicos realizados internamente são laudados por especialistas que estão fisicamente em outro local.

Como os processos são digitais, como o envio da imagem e o laudo, há redução do consumo de insumos (papel, chapas, logística etc.), mais agilidade do processo e menor tempo de espera.

Portanto, uma clínica moderna na área de radiologia pode contar com um serviço de telerradiologia para reduzir complexidades gerenciais dessa área.

 

Referências bibliográficas:

saudebusiness.com/
pixeon.com/

VAMOS CONVERSAR?

×