Como melhorar sua produtividade na radiologia?

 Em Artigo, Destaques na Saúde, Gestão, Radiologia

O aumento da produtividade na radiologia depende de esforços relacionados à gestão, infraestrutura, qualificação dos profissionais e soluções como a telerradiologia.

O desenvolvimento de estratégias para aumentar a produtividade na radiologia depende da união de esforços de gestores, colaboradores e profissionais da saúde, promovendo melhorias processuais e no relacionamento interpessoal.

Entender qual a importância do setor radiológico e como atuar para que haja uma melhora constante nessa área é fundamental para resultados sólidos e de longo prazo.

Qual a importância da radiologia no exercício da Medicina?

A radiologia é uma importante especialidade médica, pois contribui diretamente no diagnóstico das patologias viabilizando a definição do tratamento mais apropriado. Ela também pode ser usada para monitoramento do quadro de pacientes.

Os avanços na área radiológica aumentaram a centralidade dela no exercício da Medicina, de forma que a melhora diagnosticada promovida refletiu-se em benefícios como:

  • definição mais acertada de tratamentos;
  • redução de custos;
  • melhora do prognóstico de pacientes;
  • intervenções precoces e menos invasivas.

Portanto, atualmente a radiologia é uma área estratégica em clínicas e hospitais, de forma que os investimentos no setor e em ganhos de produtividade são fundamentais.

10 dicas para aumentar a produtividade na radiologia

A produtividade na radiologia depende de um conjunto de fatores, não sendo possível alcançá-la apenas exigindo mais resultados dos profissionais que são uma parte fundamental nesse processo, mas não a única.

A seguir conheça algumas ações e soluções que estão alinhadas com um setor radiológico mais produtivo, mas também com ganhos de qualidade, eficiência e redução de custos.

1. Sistema de gestão unificado

Para que o setor radiológico tenha uma produtividade elevada é preciso que a operação seja integrada com toda a clínica ou hospital, o que pode ser feito por meio de um sistema de gestão unificado.

Essa solução gera ganhos a esse departamento, mas também contribui em todas as áreas por facilitar a gestão e execução dos processos.

2. Investimento em tecnologia

Atualmente, diversas tecnologias contribuem para a produtividade na radiologia, com destaque para os equipamentos de radiologia digital.

Essa estrutura evita o tempo e insumos despendidos na revelação dos exames radiológicos, garantindo um laudo em menos tempo e também facilidade no envio das informações para médicos e pacientes.

3. Treinamento dos profissionais

O treinamento é parte determinante da produtividade em uma organização, pois os profissionais precisam ter clareza de todos os processos e como agir em cada caso, reduzindo o tempo para consultas e tomada de decisão.

Tal prática também prepara o profissional para lidar com situações fora do comum reduzindo erros que comprometem a qualidade e eficiência dos atendimentos.

4. Atendimento humanizado

Os profissionais que realizam um atendimento humanizado tem mais empatia pelo paciente e entendem as necessidades dele, mas também constroem relações interpessoais mais saudáveis e benéficas, influenciando o humor, disposição e motivação com o trabalho.

5, Organização dos fluxos de processos

A clareza e organização dos fluxos de processos é um elemento central na produtividade na radiologia, pois possibilita uma padronização das etapas de atendimento, o que facilita a desenvoltura dos profissionais e garante qualidade no suporte aos pacientes.

6. Autonomia dos profissionais

Um profissional bem treinado e qualificado no exercício da função não precisa de intervenções constantes da gestão que comprometem sua concentração, produtividade e autoconfiança.

Dessa forma, equipes nas quais os profissionais têm mais autonomia para decidir e executar as tarefas são mais produtivas e com relacionamentos interpessoais mais satisfatórios.

7. Clima organizacional

Muitos gestores desconhecem a importância do clima organizacional na produtividade das equipes e também qualidade dos serviços prestados.

Um clima organizacional positivo garante que os colaboradores fiquem mais satisfeitos com a gestão, tenham abertura para propor sugestões e otimizações e desejem ter uma carreira de longo prazo na instituição.

Todos esses fatores colaboram para uma rotina mais comprometida no trabalho, o que influencia diferentes fatores, incluindo a produtividade.

8. Segurança do trabalho e ergonomia

Para que possam atender bem e com agilidade é fundamental que os profissionais estejam saudáveis e bem dispostos. Dessa forma, o uso dos EPIs de segurança do trabalho é fundamental.

Além disso, a gestão deve ter uma atenção à ergonomia promovendo uma infraestrutura adequada e saudável, pausas durante o expediente, mas também folgas e períodos de descanso para manutenção da saúde física e emocional dos colaboradores.

9. Monitoramento dos indicadores

A produtividade é um elemento que pode ser medido, considerando tempo de atendimento, duração dos processos e agilidade na tomada de decisão, por exemplo.

Monitorar os indicadores de produtividade é fundamental para identificar oportunidades de melhoria, propor transformações e otimizar constantemente.

10. Telerradiologia

A telerradiologia é um serviço pelo qual uma empresa parceira emite laudos radiológicos a partir de exames enviados de forma segura pela internet.

Por meio da telerradiologia, clínicas e hospitais podem ter uma opção para complementar as atividades internas, além de cobrir períodos de folga, finais de semana e feriados e férias dos radiologistas da equipe local.

Ter uma atuação produtiva não tem relação com uma carga de trabalho excessiva e um dia a dia corrido, mas sim com administrar melhor o tempo realizando as funções com qualidade.

A melhora da produtividade na radiologia, portanto, depende de toda uma infraestrutura favorável ao paciente e também ao desenvolvimento das competências profissionais dos colaboradores.

VAMOS CONVERSAR?

[getparam utm_campaign]


×