Como melhorar a gestão da sua clínica radiológica?

 Em Gestão, Radiologia

Gestores de clínica radiológica enfrentam como desafio a necessidade de conciliar redução de custos com aumento da qualidade e eficiência dos serviços prestados 

Conhecer as boas práticas que contribuem para a gestão da clínica radiológica é uma necessidade constante para investir em melhorias e aumentar os resultados do negócio.

7 práticas para melhorar a gestão da clínica radiológica

O aprimoramento e estudo das áreas de administração e finanças tornam-se importantes para buscar resultados sólidos e eficiência operacional. Conheça as 7 práticas que podem melhorar a sua clínica:

1. Gestão financeira

O planejamento financeiro é um dos aspectos centrais do funcionamento da clínica, sendo necessário desenvolver um sistema de controle de receitas e despesas e divisão orçamentária por área.

A manutenção de um caixa de reserva garante capital para investimento e reduz riscos em caso de queda na demanda.

Para melhorar a gestão, uma opção é investir na digitalização da gestão financeira, o que permite centralização dos dados, atualização em tempo real, controle e, inclusive, agilidade em processos como autorização de guias junto aos planos de saúde.

2. Plano de ação

O desenvolvimento de um plano de ação é um passo importante que contribui na previsibilidade e coerência das ações de crescimento e desenvolvimento de qualquer negócio. No documento podem constar, por exemplo:

  • objetivos de médio e longo prazo;
  • visão, missão e valores;
  • áreas e investimentos prioritários;
  • planos de ação para objetivos específicos;
  • meios de atração e retenção de pacientes.

Trata-se de um guia que contribui na tomada de decisão da clínica radiológica considerando não apenas o contexto atual, mas as expectativas para o futuro, garantindo um crescimento mais consistente e contínuo.

3. Experiência do paciente no centro

Não é incomum que na elevada carga de tarefas operacionais, administrativas e burocráticas do dia a dia os gestores sintam-se desconectados com o que há de mais importante na clínica, o paciente.

A experiência do paciente deve ser vista como o ponto focal de todas as decisões, planos e projetos da clínica, visando excelência na pré-consulta, recepção, atendimento e pós-consulta.

Uma das iniciativas mais relevantes na experiência do paciente é a humanização do atendimento, na qual as particularidades de cada caso são consideradas no suporte médico fornecido.

Entender a relevância da valorização do paciente no processo é um aspecto transformador das práticas e valores exercidos no dia a dia de uma clínica.

4. Padronização – e atualização – dos processos da clínica radiológica

Práticas importantes para gestão de clínica radiológica

Toda a equipe e pacientes são beneficiados quando a clínica estabelece fluxos de processos padronizados, claros, transparentes e objetivos.

Essa definição contribui na tomada de decisão dos colaboradores, que sabem exatamente qual protocolo seguir em cada situação sem perder de vista a humanização e compreensão das individualidades dos pacientes.

Trata-se de estabelecer processos padronizados e eficazes, mas que não necessariamente são rígidos ou estáticos.

Pelo contrário, o aprimoramento e evolução constantes da clínica passam pela capacidade da gestão de rever e atualizar processos sempre que houver necessidade, garantindo a melhora progressiva, mas contínua.

5. Qualificação da equipe

A melhora da gestão também passa por ter profissionais qualificados atuando nas tarefas administrativas.

A qualificação inicial deve ser somada ao aprimoramento constante por meio de atividades de formação e treinamentos, por exemplo para operacionalizar novas ferramentas .

As atividades de qualificação contribuem de diferentes formas à clínica, promovendo maior coesão na equipe, desenvolvendo uma cultura organizacional sólida, aprimorando a comunicação interna e otimizando os processos em si.

6. Investimentos em tecnologia para clínica radiológica

Atualmente, a tecnologia é uma aliada e, até mesmo, uma necessidade das clínicas visando resultados gerenciais e operacionais mais satisfatórios.

Um exemplo é o sistema de gestão em saúde que centraliza as demandas das diversas áreas da clínica, garantindo compatibilidade dos processos e maior clareza na tomada de decisão.

Outro exemplo é o RIS (Radiology Information System) ou Sistema de Informação em Radiologia focado nas demandas da clínica radiológica no que se refere à gestão e operacionalização.

7. Telerradiologia e telecomando

Um dos desafios dos gestores de clínicas radiológicas é encontrar mão de obra qualificada, principalmente fora dos grandes centros urbanos, ou mesmo conseguir conciliar folgas e férias com as demandas.

Entre as opções para lidar com essas questões, estão os serviços de telerradiologia e telecomando, que permitem terceirizar algumas funções fundamentais às atividades da clínica.

A telerradiologia permite a emissão de laudos a distância para suprir as demandas internas. O telecomando, por sua vez, permite a realização de exames de alta complexidade, como tomografia e ressonância magnética, a distância.

Ambas as soluções viabilizam a gestão de recursos humanos mais satisfatória, evitando a sobrecarga, a necessidade de horas extras ou mesmo comprometimento de férias e folgas.

A melhora da gestão da clínica radiológica passa por essas diferentes áreas, sendo possível avaliar quais soluções fazem mais sentido ao contexto atual e planos futuros da instituição.

VAMOS CONVERSAR?

[getparam utm_campaign]


×