Principais tendências na área da saúde em 2020

 Em Destaques na Saúde

Evento em San Diego apresentou principais inovações na área da saúde para os próximos anos

O Exponential Medicine 2019 ocorreu entre os dias 4 e 7 de novembro em San Diego, EUA, como uma iniciativa da Universidade do Vale do Silício trazendo as principais inovações na área da saúde.

A Universidade, que surgiu com apoio do Google e da Nasa, é uma referência global em inovação. O objetivo do evento era promover ideias e apresentar ao público as principais tendências para área da saúde nos próximos anos.

A seguir confira quais os principais debates levantados nos 4 dias do evento e o que se espera entre as inovações na área da saúde.

10 inovações na área da saúde para 2020

As tecnologias e soluções apresentadas no Exponential Medicine prometem mudanças não apenas para um período imediato, mas transformações com potencial para mudar o futuro da humanidade. Confira:

1. Viver mais e melhor

Com os avanços da medicina e identificação precoce das patologias somada a tratamentos mais eficazes a tendência é que as pessoas vivam mais.

Mas, além disso, a ideia é que a medicina proativa e preventiva seja eficaz não apenas para aumentar a expectativa de vida da população, mas também elevar a qualidade de vida.

2. “Big data”

Os dispositivos wearables (como por exemplo os relógios que se conectam aos celulares) e outros tendem a gerar uma grande quantidade de dados obtidos a partir do próprio corpo do paciente que podem ser analisados por algoritmos de “big data”, gerando informações úteis.

Dessa forma, com sensores e monitoramento em tempo real dos sistemas vitais espera-se que esses dispositivos possam contribuir em diagnósticos precoces e fazer indicações personalizadas de cuidados com a saúde.

3. Protagonismo do paciente

Com os dispositivos vestíveis e processamento de dados pessoais, espera-se que o paciente torne-se protagonista dos cuidados com a saúde, tendo mais autonomia.

Por exemplo, aplicativos com inteligência artificial podem acompanhar os dados do paciente e notificar o médico da família em caso de alterações significativas, além de fazer recomendações ao paciente, como alimentação, repouso e outras.

4. Histórico médico

As inovações na área da saúde vão viabilizar um histórico médico mais acessível, sempre atualizado e em mãos do paciente para quando ele precisar.

O histórico médico é uma ferramenta fundamental para cuidados preventivos e diagnóstico precoce de diferentes patologias.

A digitalização será um processo cada vez mais comum, tanto nos hospitais públicos e particulares, como em clínicas médicas.

5. Genomas

Em um cenário no qual o sequenciamento genético torna-se mais acessível é viável a detecção, antes mesmo da manifestação de sintomas, de condições como câncer, doenças cardíacas ou neurodegenerativas.

Dessa forma, a era do genoma permitirá tratamentos mais individualizados conforme as características do DNA de cada um.

Inovações na área da saúde para 2020

6. Inteligência artificial

A inteligência artificial é considerada uma das tecnologias com maior potencial de transformação na sociedade.

Isso não significa a substituição de profissionais especializados, como os radiologistas, mas o uso da tecnologia por esses profissionais em busca de respostas mais precisas.

A ideia de complementação do trabalho humano, não perdendo o fator humanista e a empatia no atendimento em saúde é fundamental para a difusão e incorporação da tecnologia na realidade cotidiana das instituições de saúde.

7. “Home care”

O “home care” torna-se uma tendência em um cenário de aumento das doenças crônicas que devem receber atenção diária e não demandam uma internação hospitalar, por exemplo.

O que se espera entre as inovações na área da saúde são soluções escaláveis e financeiramente acessíveis para atender a população e viabilizar cuidados na própria residência.

8. Microbioma

Estudos estimam que 70% do sistema imune encontra-se no trato gastrointestinal, de forma que estudos sobre microbioma já indicam como hábitos e alimentação deverão ser usados para substituir tratamentos invasivos.

Algumas pesquisas revelam que o rebalanceamento do microbioma pode ser utilizado para influenciar o comportamento e tem potencial para tratar doenças como a depressão.

9. Tecnologia

Fica claro que o uso da tecnologia aplicada à saúde será imenso, com impactos em praticamente todos os processos e serviços, desde realização de exames até mesmo execução de cirurgias a distância.

10. Fator humano

Com tanta tecnologia permeando as inovações na área da saúde pode ser surpreendente para algumas pessoas que entre as tendências destaca-se a centralidade do fator humano e a proximidade entre médicos e pacientes.

O objetivo dos avanços não é a substituição de profissionais, mas um ambiente e informações adequadas para melhores decisões, com base em dados e considerando variáveis que anteriormente não eram conhecidas.

Portanto, a atuação dos profissionais de saúde também será diferente, demandando conhecimento e domínio sobre esses novos processos.

As inovações na área da saúde já estão presentes de diferentes formas na saúde. A telerradiologia, por exemplo, viabiliza a análise de exames obtidos em qualquer região do país e envio imediato do laudo por meio da internet.

 

Referências bibliográficas:

economia.estadao.com.br/

VAMOS CONVERSAR?

×