Cresça sua clínica com os serviços de telerradiologia

 Em Gestão

Telerradiologia oferece oportunidade para expandir serviços de saúde em regiões com déficit de profissionais

Os serviços de saúde estão sempre em expansão por se tratar de uma necessidade básica da população que deve ser acessível em todas as regiões do Brasil.

Apesar disso, o Brasil ainda é considerado um país desigual quando o assunto é a divisão de profissionais e de serviços de saúde pelo território nacional.

A seguir apresentamos como esse problema pode ser revertido em uma oportunidade de crescimento para clínicas e hospitais.

Quando expandir a clínica?

A expansão de uma clínica médica ou hospital só deve ser realizada após um amplo estudo sobre o mercado de saúde no local no qual se pretende instalar uma filial.

Nesse sentido, é preciso identificar oportunidades com base nos locais nos quais há maior ausência de profissionais e de serviços de saúde especializados.

De acordo com alguns estudos, o Sudeste é a região do país com maior proporção de médicos por 1.000 habitantes, sendo 2,81 profissionais, enquanto no Nordeste essa relação é de 1,41 e no Norte 1,16.

Estima-se que mesmo com cerca de 21,7% da população brasileira, o Sudeste concentra cerca de 28% dos médicos do país.

No entanto, os locais com maior proporção entre médicos e população é o Distrito Federal, com 4,35 médicos por mil habitantes e o Rio de Janeiro, com 3,55.

Esses dados devem ser considerados pelos gestores que estão avaliando a ampliação e crescimento da clínica médica ou hospital, pois é mais vantajoso investir em locais nos quais há demanda por serviços de saúde e não nos locais nos quais há uma saturação de profissionais.

Identificar oportunidades em outras regiões

Portanto, uma das principais recomendações de quando investir no crescimento de uma clínica ou hospital é avaliar se a região de destino tem demanda para o novo negócio.

O Maranhão, por exemplo, é o estado que mantém a menor proporção com 0,87 médico por mil habitantes. Em seguida está o Pará, com razão de 0,97.

 

Como a telerradiologia auxilia nos serviços de saúde?

Uma preocupação de gestores que avaliam a expansão de serviços de saúde em locais nos quais há uma baixa oferta é com a disponibilidade de mão de obra especializada no local, em outras palavras, médicos e técnicos.

Ainda que no Brasil as consultas a distância por meio da telessaúde ainda não sejam viáveis por questões legais, a telerradiologia já abre essa oportunidade para o setor de radiologia.

 

Exames radiológicos e serviços de saúde

Dessa forma, mesmo sem mão de obra especializada na região na qual a clínica almeja abrir uma filial, é possível contratar o serviço de telerradiologia de forma que profissionais alocados em outras regiões prestem o serviço.

O que ocorre é que o exame é realizado localmente, no entanto, com a integração dos sistemas da clínica e da telerradiologia, as imagens são enviadas e os radiologistas podem emitir o laudo, independentemente da sua localização geográfica.

Com esse tipo de tecnologia é possível fornecer serviços de saúde de qualidade e especializados mesmo em regiões que historicamente sofrem com uma baixa disponibilidade de profissionais qualificados na área da saúde.

Existem diversos exames que podem ser laudados por meio da telerradiologia, inclusive modernos exames de imagem, como:

  • tomografia computadorizada: usada para diagnósticos de traumas, aneurismas, infecções, tumores, lesões musculares, entre outras condições;
  • ressonância magnética: necessária para investigações oncológicas, neurológicas, de esclerose múltipla e de problemas cardíacos, ortopédicos, cervicais e abdominais;
  • mamografia: necessária para rastreamento precoce do câncer de mama devendo ser realizada anualmente por mulheres a partir dos 40 anos;
  • densitometria óssea: usada para diagnóstico precoce de patologias como osteopenia e osteoporose;
  • raios-x: recomendados para investigações ósseas, como fraturas e infecções, além de análise de articulações, como na suspeita de osteoporose;
  • odontologia: exames necessários para investigações odontológicas, como cáries, infecções ou estrutura óssea.

Com a emissão dos laudos desses exames radiológicos por meio da telerradiologia, os gestores podem garantir uma operação de qualidade e satisfatória, mesmo em regiões que enfrentam déficit de profissionais qualificados.

Como vantagem, a telerradiologia é uma solução segura, ágil e que tem ajudado na superação de desafios relacionados a oferta de serviços de saúde de qualidade em decorrência de dificuldades regionais e geográficas.

 

Referências bibliográficas:

camara.leg.br/

amb.org.br/

VAMOS CONVERSAR?

×